Google+ Followers

domingo, 30 de janeiro de 2011

Saindo da Rotina!


Como disse no post anterior meu P.A. é realmente uma pessoa muito interessante, estava eu em plena terça-feira em mais um dia entediante no meu trabalho quando recebo uma ligação do meu P.A., me perguntando o que iria fazer mais tarde, fiquei surpresa, pois havíamos saído duas semanas antes e ele só me liga quando as “coisas” estão críticas, tanto para mim quanto para ele, mas como não ia fazer nada mesmo, resolvi marcar um encontro para depois do expediente, olha que eu estou morando muuuito longe dele, em outra cidade, mas o gato está de férias e entediado de ficar o mês de janeiro em Brasília, pois não há muitas opções de diversão, então falei para ele vir que ficaria a sua espera.

Fui em casa, tomei um banho e fiquei a espera do meu “objeto” que chegou em sua camionete com duas bicicletas na parte de trás do carro, então fomos passear de bike pelo do centro da cidade , tudo muito agradável.

Logo depois fomos jogar uma sinuquinha( perdi todas as partidas), tomar uma cervejinha, bater um papo, comemos alguma coisa e acabamos a noite lá no meu cafofo.Na madrugada, meu “objeto” sai fora, deixando um beijo e um recado dizendo: ME LIGA QUANDO PRECISAR...TE ADORO!

Ele sabe que vou precisar e ele também vai, não quero perder sua companhia, alem de ser bonito é inteligente, bom de sinuca e principalmente, bom de cama, mas é Cafa, e Cafa é Cafa, nunca vai mudar, são os melhores homens, as melhores companhias, mas não servem para outra coisa.É preciso ter maturidade para não se iludir com esses tipinhos adoráveis...hehe!

Gente, não pensem mal de mim, eu sou uma mulher moderna, bem resolvida e no momento SOLTEIRA, preciso de alguém que me dê assistência nessas horas....Chega! Acabo por aqui esse post mais que indiscreto.

Karla Ramalho

Hoje não tem fria, não tem freio, não tem fila, não tem fardo é feriado pessoal... (Bruna Caram)


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Sem compromisso, mas com qualidade!

Quase toda mulher tem aquele P.A. ,não vou falar o que significa essa sigla , pois todos já devem imaginar, pois é, são sempre aqueles caras que te “socorrem” na hora do “sufoco”, devo confessar que tenho o meu, mas o meu é um pouco diferente dos demais, pois ele não serve só para “aquilo” é também uma ótima companhia.

Nesse meu último fim de semana estava eu de bobeira por aí, sem nada programado para um sábado à noite, eis que meu P.A. me liga para sairmos juntos, pensei logo no que ele estava querendo e eu também, então topei logo. Me arrumei e fiquei a espera do meu “objeto”(hehe), mas ele realmente é um cara interessante e eu sempre soube disso, mas enfim, quando se pensa sempre “naquilo” se esquece das outras qualidades.Passei uma noite super agradável com essa pessoa, conversamos, tomamos uma cervejinha, passeamos na cidade, rimos, ouvimos um rockzinho, beijamos e por fim...

Puxa, sou uma pessoa de sorte, depois de curtir uma noite agradável,com uma pessoa muito agradável, pude me saciar e depois dormir bem, passar a semana mais calma e perceber que como é bom ter esse tipo de relação sem compromisso, mas que de certa forma se tem um afeto.Gosto muito dessa pessoa, mesmo não querendo um relacionamento sério,mesmo sabendo que ele não vai ligar no dia seguinte e nem eu, mas que quando bate a saudade, uma noite bem curtida vale muito.

Música do momento:

Eu queria ser um tipo de compositor, capaz de cantar nosso amor barato...(Amor barato – Chico Buarque)

Eu...

Janeiro chegou e a rotina de volta, a sensação de mudança só acontece na virada, mas vem chegando o resto da semana e percebemos que tudo continua na mesma, se bem que ainda não comecei minhas aulas na faculdade e meu chefe me liberou para fazer meus trabalhos em casa, pois como os alunos estão de férias, posso fazer tudo que tenho para fazer no conforto do meu lar.

Agora estou de volta a minha kitnete em Luziânia, ainda acordando tarde, colocando minha vida em ordem, se bem que eu não saí de ordem como eu queria nesse curto recesso que tive, mas mesmo assim aproveitei um pouquinho.Ficar aqui em minha casa em Luziânia há uma vantagem e uma desvantagem, a vantagem é que eu fico sozinha, ninguém incomoda, dar pra ler tranqüilo, escrever. A desvantagem é que não tem internet, é um pouco longe de tudo e eu fico comendo toda hora e sempre sonolenta, ainda não tenho a faculdade para me distrair de noite.

Sem falar que aqui é o único lugar que tenho para refletir sobre um monte de coisas da minha vida e com isso começa a bater aquela nostalgia, aquela falta de amor verdadeiro, coisas que nunca penso quando estou na casa dos meus pais e perto dos meus amigos, fico ouvindo Maria Bethânia, Leoni, Nando Reis, todas aquelas músicas que te fazem pensar naquilo que você não quer pensar ou talvez queira pensar, sei lá!

Parece que sempre está faltando algo na minha vida que não sei explicar, se tivesse grana eu faria terapia, não porque eu acho que esteja precisando, mas porque deve ser legal (eu acho). Bom, devo lembrar que estou um tempinho sem sexo e isso pode ser crise de abstinência (será?), mas só sei que está tudo ficando meio esquisito. Vou terminando por aqui esse meu post sem sentido, pois amanhã tenho tanta coisa pra fazer.

Ah, agora pouco estava lendo um livro do Fernando Pessoa e gostei dessa poesia, que na verdade é de seu heterônimo, ela combinou com esse momento.


Karla Ramalho

_________________

Eu, eu mesmo...

Eu, cheio de todos os cansaços

Quantos o mundo pode dar

Eu...

Afinal tudo, porque tudo eu.

E até as estrelas a que parece.

Me saíram da algibeira para

deslumbrar crianças...

Que crianças não sei...

Eu...

Imperfeito?Incógnito?Divino?

Não sei...

Eu...

Tive um passado?

Sem dúvida...

Tenho um presente?

Sem dúvida...

Terei futuro?

Sem dúvida...

A vida que me pare de aqui a pouco

Mas eu, eu...

Eu sou eu,

Eu fico eu,

Eu...

(Álvaro de Campos)