Google+ Followers

segunda-feira, 14 de março de 2016

Preciso de aconchego...

Cada um de um lado com suas dores, complicações, confusões emocionais, mentais e eu com meus ouvidos abertos disposta a ajudar, sem reclamar, pois acho que ajudar faz bem, principalmente aquelas pessoas que realmente precisam. As vezes só está pronta pra ouvir, já ajuda bastante. Confesso que enquanto venho nessa disposição de ajudar muita gente, estou silenciando cada vez mais meus problemas, meio perdida em meio a esse mundo onde as pessoas estão mais perdidas ainda, principalmente em relação aos seus sentimentos. Uma geração de coração aflitos. Eu tô assim, também. Hoje estou meio perdida, não sabendo em quem confiar e não querendo me meter em histórias que estão próximas e por serem tão próximas, fica inevitável não me envolver. Em quem confiar? O que fazer? Quem me dará as respostas? Se eu nem sei quais são as perguntas. Minha vida é esse misto de calmaria externa, mas internamente, um redemoinho de coisas confusas e mal acabadas. E ainda tem a solidão pra maltratar ainda mais, pois seria bem mais fácil se em meio a tudo isso, eu pudesse ter só um aconchego, um abrigo, ou alguém pra dizer: "Tô aqui!". Bem, acho que preciso de um abraço apertado, faz tempo que não ganho isso, um abraço...

Não quero pedir isso! É preciso sentir...



Boa noite!

(Karlinha Ramalho)