Google+ Followers

domingo, 22 de abril de 2018

NÃO PERTUBE!

Não existe poesia maior do que um domingo onde você se embriaga sozinha em casa. Ouve aquelas músicas antigas do Cláudio Zoli. Acha uma "ponta" perdida pela casa. Demora horas pra varrer o chão
Se masturba. Canta bem alto!!!!!
Inventa um monte de mentira pras pessoas dizendo que está fazendo algo mega importante pra que ninguém te chame pra nada.
Ficar chapada pra caralho, se masturba de novo, lembra daquele boy gostoso, depois manda ele tomar no cu em pensamento.
Lembra dos amores antigos, chora, sorri .Pede comida por telefone. Não consegue se decidir qual a música melhor pra ficar cantado, troca toda hora. Lembra dos compromissos mais tarde, toma banho, passa um esmalte rapidão na unha, um batom vermelho, o perfume do chama e sai de casa nem aí pra nada, Sem esquecer do que os guias te falaram...Paciência!
Por favor, não pertubem meu mundo!


Karlinha Ramalho

segunda-feira, 9 de abril de 2018

SOBRE AMORES E AUTOESTIMA

Pessoas passam pela sua vida e fazem você aprender pela dor, outras passam pra te fazer aprender pelo amor, mesmo que elas não fiquem com você, mesmo que estejam realmente de passagem. São caminhos, são lições. Todo término é ruim, mas há términos tão necessários como uma forma de te colocar no seu centro , de olhar pra dentro e ver quais os erros cometidos por você para com você mesmo. Se a outra pessoa não quer ficar com você. ..Tá tudo bem! Cada pessoa é um universo, sabe de si e dos seus processos, não há como interferir.
Autoestima não é só andar bem vestida, exaltar tudo que sabe, se auto afirmar o tempo todo. Sabe os monges, sábios e gurus(os verdadeiros)¿¿¿¿, Eles geralmente não vivem no meio nosso, estão sempre em algum lugar isolado, não têm muito luxo, mas vivem com aquilo que é necessário pra ser feliz e se amar, se conhecem, se amam e possuem sabedoria, que é muito diferente de conhecimento. O lugar onde mais cresço e enriqueço é aquele lugar que entro de pé no chão e não é riqueza de bens materiais é riqueza de vida, de tudo que flui para o bem.
O conhecimento é o que adquirimos com o que vem de fora, sabedoria é o que adquirimos olhando pra dentro. Como encontrar isso¿ Não há receitas! Mas a certeza é que no silêncio se acha muito coisa. Não é naquele silêncio com o pensamento bagunçado. É o silêncio de está consigo mesmo, de descansar a mente. As respostas chegam e a descoberta de si também, as vezes quando menos esperamos. Não se apegue nas esperas. Siga!
Deixe ir, deixe fluir, saiba receber, saiba desapegar. A autoestima chega no momento que começamos a perceber o nosso valor pra nós mesmo, aí a energia emana e se espalha, porque a felicidade atrai. Pessoas bem resolvidas, atraem pessoas bem resolvidas. Seja o seu centro e tenha empatia pelo outro sem se perder.
Agradeço o amor que recebi pelos que passaram por aqui, pelo meu coração...
E lembre-se, a paz sempre chega antes do amor, ela abre caminhos!



Karlinha Ramalho

"Você não é
Quem você pensa que é
Você não tem
Quem você pensa que tem
Pra entender o amor
Faça um trato com a fé
Diz que o céu, quando quer
Força o braço que for
E abrir o mar aí
E abrir o mar, aí"
(Castello Branco)


(Agradeço a minha amiga Marcelle pela conversa que me inspirou a escrever esse texto)

quinta-feira, 22 de março de 2018

365 desejos!



Viagens, piquenique, passeios, leituras, planos e planos feitos a dois. Cada dia um sonho e uma ideia de se fazer junto. Enfim, desejos sempre foram desejos. Uma história rápida de amor que foi feita de planos e desejos. Repentina e forte. Uma  relação pra se viver tudo, mas que na verdade não se viveu nada. Uma conversa sem ser esclarecida, intensidade, apegos ao passado e nada perdura somente no tesão, pois o mundo existe além da cama e trepadas homéricas.
E agora? Como fica a lista de 365 desejos a serem realizados? Continuo! Começo do 1, vamos lá seguir essa lista até o fim. E o que era pra ser feito a dois, será feito pela melhor companhia do mundo...EU!


Sigamos!!


Karlinha Ramalho

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Somos reis, porra!




Eu saio da minha cidade em um dia de semana chuvoso, saindo da rotina de voltar pra casa, comer, ler um livrinho e dormir. Ou então , falto a academia, pego os últimos 20 reais que me resta no mês e vou. Atravesso até outro lado da cidade, tentando não ultrapassar o sinal vermelho, nem deslizar na pista molhada, porque a ansiedade é grande. Chegando ao meu destino, passo um bato rosa choque, me banho do perfume que sempre deixo no  porta-luva do carro e vou com uma elegância que me é posta, pois foi preciso aprender a ser elegante com esse 1.80 que Deus meu deu. Chego para o seu aconchego, seu lar, seu chamego. E a pose de mulher fatal acaba, a partir momento que me abraça. Viro menina, boba, encantada com seu sorriso, jogada nos seus braços querendo carinho, querendo seu abrigo, sou sua, inteira.
E nossa pele é energia, conexão pura,chama que incendeia tudo, até chegar a uma explosão. Viramos reis e rainhas. Tenho trono, pois  em cima de você sou rainha e guerreira quando me aposso da espada que me entrega. Pra você sou seu reino, onde goza de todos os benefícios possíveis até dar o grito de vitória. Morremos e damos um passo dentro do paraíso, em seguida, retornamos pra continuar essa caminhada, onde os dias passam, contam-se  as horas para se chegar de novo ao triunfo, ao toque, a união de dois, torna-se um.
           Contigo, pra você ,em seus braços. Toma o que é teu, sou teu reino. E eu me aposso do meu trono. Somos reis, porra!

Karlinha Ramalho ( a intensa como sempre)

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

TRINTEI, TÁ TRINTADO!

E chego até aqui com uma leveza que não sei explicar. Pois é, realmente o Retorno de Saturno existe mesmo e 2016 e 2017 foram os anos mais difíceis da minha vida. Depressão, insegurança, mudança de casa, de amigos, amores errados, enfim...Tudo isso me trouxe um aprendizado enorme, mas posso dizer que me sinto liberta de tudo que me fez sofrer nesses dois  ano, principalmente de pessoas.
Daqui pra frente eu quero me amar e colocar mais objetivos na minha vida, crescer espiritualmente, emocionalmente e pensar em mim, se vier um amor nessa caminhada, será lucro, porque antes que preciso pensar em mim.
Estou me sentindo um mulherão da porra!! Decidida, independente, bem resolvida, boa de cama e rodeada de pessoas que só me fazem bem .Muitas histórias tenho pra contar, de miltância e aventuras, mas o meu passado eu quero que fique lá. Um nova  Karlinha Ramalho surge, bem mais focada e bem mais feliz. O que vier é lucro!! Agora é só seguir!!!

Bom, já me sinto uma geminiana, já que o ascendente é que impera depois dos 30!


Karlinha Ramalho

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

O que vier daqui pra frente...

Dei a volta em Saturno, uma volta que demorou 29 anos e o que deixo pra trás são tantas coisas que me fizeram ser o que sou hoje, algumas não tão boas, mas que me trouxeram aprendizado. Entro na casa dos trinta me sentindo nua de tudo, de amigos, planos, projetos, sonhos. Uma tabula rasa, mesmo depois de ter feito tanta coisa. Não sei o que me espera daqui pra frente e confesso que não tenho andado muito feliz por esses tempos, tenho a sensação que 2017 foi  um ano perdido.  Perdido por uma ilusão que não me acrescrentou, por ter me apaixonado por alguém que não valeu a pena, por acreditar que dessa vez poderia daria certo. Eu não deu. Assim como todas que tive até aqui. Não deu certo. Assim como amizades que se foram e que não deram certo.
 Nua e sozinha, sem saber do que me espera daqui pra frente, entro nos meus 30 anos assim. E cheia de questões, me perguntando se um dia tudo vai dar uma reviravolta, mesmo tendo atravessado boa parte de tudo.
No escuro eu caminho e tendo a certeza que preciso voltar a ter sonhos, preciso acreditar e seguir. Começa mais uma fase da minha vida. Estou forte ,eu sei, mas ainda não sei o caminho.


Trintei!

Karlinha Ramalho

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Onde estava!


Quando o amor se vai
E o encanto acaba
Passamos a olhar com outros olhos 
O lugar que a gente estava.



Nem tudo era sol
Nem tudo eram flores
Era angústia e solidão

De uma história onde estive sozinha 
Relação sem emoção.


Tento esquecer 
As noites em claro 
E você dormindo ao meu lado
Sem beijos, sem afagos.


Mas agora que enxergo 
Tudo aquilo que vivia 
Tenho a maior certeza 
Quem nem toda presença 
É companhia.


(Karlinha Ramalho)