Google+ Followers

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Tô frustrada!

Eu queria ter alguém que topasse fazer comigo todas as putarias do universo. E que esse mesmo alguém fosse meu companheiro, o amor da minha vida. Alguém que topasse viajar comigo por aí...Mochila nas costas e um coração repleto de amor.
Já gastei ficha demais. Já investi demais em gente que não mereceu meu amor e nem meu sexo.

(AVISO: NÃO VOU ACEITAR CANTADAS DAS PESSOAS(HOMENS) QUE LEEM  MEU BLOG. NÃO QUERO CONHECER   “PRÍNCIPES DESENCANTADOS”. DEIXA QUE EU ME VIRO. ISSO AQUI É UM DESABAFO)


Continuando...

Cansada de homens que acham que o seu pau é o “cajado de Moisés”, tão poderoso que é capaz de  abrir minhas pernas. Apesar de eu já ter feitos algumas tentativas e ter ido atrás de um “cajado”, ops...De um carinha aí que era certeza de sexo bom e fingimento por uma noite(Do tipo: Dormir de conchinha e dizer que me ama...Na real, foi o meu "P.A." que mandei pastar e bateu um arrependimento de ter terminado nossa "relação". Fui atrás e depois me bateu um arrependimento de ter ido atrás...É isso!)

Retomar ao passado é levar um tapa na cara do fracasso!!!

Me sinto fracassada, quando me pego relendo conversas que tive com pessoas que me fizeram feliz um dia.  Pelo menos por um curto período. Elas não estão mais alí, nem são mais aquelas pessoas.Talvez tenham sido aquelas pessoas somente naquele momento, naquela conversa.

Tô frustrada da minha vida bem sucedida e vazia!!!

Sei que boa parte de tudo isso é culpa minha. Sou especialista em acabar com minhas relações. Insegurança ou loucura.

Esta semana tive tanto tesão que cheguei a ficar impaciente. Olhei para as minhas possibilidades de “distração” e refleti... Elas me alimentam, mas me fazem mal(Fast Food sexual). Ou talvez sejam migalhas... Me acostumei a receber migalhas.

Frustradas pela incerteza de ter alguma história daqui pra frente. Frustrada por todas minhas histórias mal resolvidas. Sou "amiguinha" de alguns que fizeram parte dessas histórias mal resolvidas, enquanto queria mesmo era estar fazendo amor com eles.


De garota transante a coisas frustrantes...Sou assim! Fora isso, sou legal. Juro!


Sobre a imagem:

Trechinho do meu livro predileto do Galeano: "Palavras Andantes". E esse trecho me define bem. Perdida no mar da solidão, atrás de um Porto ou tentando me afogar, ou me salvar, ou sei lá...Não consigo ser profunda como ele.


Karlinha Ramalho

domingo, 2 de agosto de 2015

Sobre pertencer e vazios...

Engraçado quando você se sente meio estranha em meio àqueles que foram seus mais íntimos. Estranho como o opressor(nesse caso, a opressora),  as vezes tem esse poder de fazer com que a gente se ausente de tudo aquilo que você fez parte.
À vida é mesmo  um ciclo e quando vai se chegando aos 30, você começa a refletir no que vale realmente à pena e não insiste mais  em  certas coisas, principalmente em manter relações, sejam elas de amizades ou romances.

Hoje senti que um ciclo se fechou em relação à certas amizades, à turma de amigos e a pertencer a tudo isso. Fecho esse ciclo sem mágoas e com um alívio grande. Deixando para trás o que não acrescentou e trazendo comigo tudo aquilo que me fortaleceu e me transformou no que sou hoje.
Não me sinto triste, não me vejo triste, mas estou com preguiça de várias coisas. Relação é uma delas. Preguiça de começar uma nova história e ver no que vai dá. 

A melhor coisa de morar sozinha é estar sozinha e meu quarto é realmente meu universo. Sair em meio a tantas coisas e pessoas que não preenchem não tem me feito bem. Prefiro ficar no meu “quarto universo”, lendo e tomando uma cerveja. Tinha até um visitante fixo(meu P.A),    que vinha aqui satisfazer minhas “taradices”, mas mandei "pastar"(depois conto essa história).

Esta semana vi todos os meus amores platônicos e estou aqui no meu quarto lembrando deles, principalmente dos sorrisos. Adoro sorrisos! Estão todos aqui no meu pensamento e serão eternamente meus amores, mesmo eles nem imaginando isso...rs!

Esta semana também vi alguns dos caras que já me relacionei(dois, na verdade). Me senti vazia, senti um vazio...Por que me relacionei com esses caras¿ Por que briguei por eles¿ Fui tão idiota! Eles nem mereciam tudo isso de mim. E eu que sou daquelas de me apaixonar por um beijo, por um sorriso e promessas de um futuro feliz. É...Sou dessas!

Uma coisa é certa: NÃO RIVALIZO COM MULHER NENHUMA POR CAUSA DE HOMEM, SEJA QUAL FOR O MOTIVO.


Bom.Acho que isso tudo foi um resumo sentimental das minhas férias. Amanhã volto à labuta e não terei tempo pra muitos sentimentos. Acho bom... Se sofre menos! Não quero mais abismos para me jogar. A queda é dolorida, apesar da minha recuperação ser  sempre rápida.Mesmo assim, cansei!

Ah! Filosofia de vida daqui pra frente: Sem expectativa, sem sofrimento.Pois para bom decepcionador, meia expectativa basta!

Beijo, me liga(Ops, liga não)!

(Karlinha Ramalho)

Para uma maluca, uma foto maluca do que sou: Gostosa e leitora...kkkk!