Google+ Followers

sábado, 31 de outubro de 2015

Amor Consciente!

 
Amor cego não é o certo
Porque amor também é feito de olhares
Que completam o silêncio...

E se eternizam no afago
 
O amor cego é dependente
Prefiro o amor consciente
Pra ter certeza
Daquilo que se sente
 
O melhor amor
Começa dentro da gente
Pela gente
Tem a ver com amor próprio
Para assim ser doado ao próximo
 
Amor consciente é enxergar até no escuro
É construído na sinceridade
"É privilégio de maduros"
 
Quero sim esse amor lúcido
Construído a cada dia
Mistura de paz e alegria
Fazendo meu coração de moradia
 
(Karlinha Ramalho)
 
 
 
*Amor e seu tempo (Carlos Drummond)
 

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Tá preparado?

 
 
"Uma noite somente de sexo
Pode ser sim, uma grande história
Consideração não tem nada a ver
Com o tempo de duração
De uma relação...

É tudo uma questão de maturidade..."

 
(Karlinha Ramalho)

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Aos pouquinhos!

 
"A cada dia uma lembrança sua se vai
As boas já se foram
Por que as ruins insistem em ficar
E me atormentar?
Mágoa é algo que gruda na gente...
Leva um tempo grande pra partir
Azar o seu por ter deixado o seu pior
Poderia pelo menos
Ter deixado um saudade boa..."

(Karlinha Ramalho)

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

BAGUNÇA!

 
"A bagunça do meu quarto
Corresponde exatamente
A bagunça da minha vida...

O guarda roupa cheio
De roupas amontoadas
Corresponde as mágoas
Que não ouso dobrá-las
Ficam todas alí
Cada dia piores.
Até que eu não consiga
Mais fechar a porta
E seja obrigada a organizar tudo..."
 
 

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Entre quatro paredes eu sou cachorra!


   
Sou, sou mesmo, sou boa, sou toda intensidade. Não é pra qualquer um. É pra quem sabe  e pra quem eu quero. Entre quatro paredes é pra ser selvagem. Me segura direito, porra! Faça do meu cabelo uma coleira, mesmo que no dia seguinte meu pescoço fique doendo pra caralho!! E não esquece que é dando que se recebe um oral bem feito. E não me diminua fora da cama.
     Eu não sou sua e você só está me tendo porque eu permiti. Sorte a sua por poder me dominar na cama, pois só na cama que eu deixo. Não me faça juras de amor, não me iluda, apenas faça tudo direito. Mas me respeite! Sou adulta e sexo não é piada e nem vantagem pra você se vangloriar por aí. Sexo é para nossa saúde! E se andar falando bobagens por aí, eu sou capaz de te desmenti, ou dizer que você é brocha. Aproveite!  Sou uma puta entre quatro paredes, mas não sou sua puta. Sou minha puta selvagem! Cachorra de quatro. Sou, sou, sou! De uma coisa eu posso me orgulhar: EU SOU DEMAIS!

Bem vindo!

Karlinha Ramalho

 

domingo, 25 de outubro de 2015

Você estragou minha saudade!

            


Agora eu tenho a pior imagem de você. Não sou mais encantada por você como fui no momento que te conheci. No momento que vi você me olhando. No momento do nosso beijo e da nossa primeira  transa.
 
. Nunca quis ficar comigo. Tudo bem! Um direito seu. Mas não precisava mostrar o seu pior, mostrar o tanto que você é capaz de magoar alguém.
Você estragou minha saudade. Quebrou a imagem boa que tinha de você. Mesmo você sendo só meu amigo, mesmo você só me querendo para sexos casuais. Eu gostava do seu sorriso e te via com ternura. Por que deixou quebrar isso? Será que você nunca foi aquilo? Tudo aquilo era fingimento pra poder me levar pra cama? Nem precisava fingir tanto, pois eu sou fácil demais.
Queria que você fosse pra mim como foi no começo...Era tão bom! Você tão lindo!
Custo acreditar que você seja aquilo que você mostrou pra mim naquele sábado à noite, onde você deixou de lado toda consideração e respeito que poderia ter por alguém. Eu custo a acreditar que você foi capaz de fazer aquilo. Custo a acreditar que você seja aquilo!!!!
Mesmo você não estando comigo, eu tinha boas lembranças suas. Sempre lembrava  do teu sorriso, dos seu jeito todo menino. E nossa química na cama nem se fala. Pra você eu me entregava, era sua. De uma maneira selvagem me via presa ao seu sexo e você tinha total domínio sobre mim. Metia e eu urrava, nem eu mesmo sabia que era capaz de ser tão intensa... Eu bebi seu néctar e te encharquei com o meu. Fomos um, intensamente...
E mesmo você sumindo por um tempo, tinha boas lembranças suas...Você estragou tudo!
Magoou-me ferozmente. E eu etilicamente entorpecida, também mostrei meu pior lado, minha fragilidade, cheguei à loucura, fui ao fundo do poço, me humilhei... Nunca pensei que pudesse chegar a esse ponto por alguém que não merece nem o meu néctar. Eu também mostrei o pior de mim, mas não te prejudiquei por isso. Você me feriu! Uma ferida que vai cicatrizar, mas que pode abrir a qualquer momento.
E hoje as lembranças que tenho de você são as piores. A mágoa que atrapalha meu sono. A vergonha de mim. Mas até assim, em meio as imagens ruins, eu lembro  do seu sorriso e como  você era no início de tudo. Você se estragou pra mim! Mesmo não querendo ficar comigo, você poderia ter deixado uma boa lembrança e uma saudade confortante. Você estragou minha saudade!
 Adeus!
(Karlinha Ramalho)

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Me senti suja!

        Pela primeira vez me senti suja. Eu que prego a liberdade, sei as regras do meu corpo e me entrego sem medo, pela primeira vez na minha vida, eu  me senti suja. Culpa minha! Quis pagar pra ver em algo que era certeza de decepção.
       Aquele que  sempre me tratou como um plástico.Que só pensa nas suas ebulições e ereções, atrás de uma  vulva pra enfiar seus desejos fracassados e seu gozo sem gosto. Depois, só mais uma para sua listinha de sexo e seu ego inflamado. Um brinde ao seu falo incessante e ereto que age mais que sua cabeça!!
      Fui o seu buraco, quando abri minhas pernas, deixando de lado meu orgulho, minha autoestima. Abri minhas pernas como alguém que só queria um prazer, misturado com qualquer sentimento bom e alguma consideração, nem precisava ser amor... O seu gozo no meu rosto, foi um cuspe na minha dignidade, o seu falo no céu da minha boca, foi a minha maior impotência. Poderia ter evitado, eu tinha o poder de evitar. Poderia ter recusado suas migalhas.
        Eu posso e mereço mais! Mereço ser amada e principalmente, respeitada. Mesmo que por uma noite de sexo. É possível isso...Sexo acima de tudo é troca! É libertação! Por você não tenho raiva e nem pena. Não quero nutrir sentimentos ruins. Por você, tenho misericórdia!
Tomei um banho de Arruda para espantar os males, mas você sujou a minha dignidade. Vai ser difícil limpar. Mas espero  sinceramente, que você encontre a sua paz. Mas  até agora, estou limpando esse seu gozo em meu rosto que pra mim, foi pior que um cuspe.
 
Adeus!
 
Karlinha Ramalho

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Sumiço moderno!


"Te exclui do face, sim
O que a Linha do Tempo não mostra
O coração não sente."

(Karlinha Ramalho)


*Se liga na minha super cara de arrependimento por ter feito isso. Neste exato momento, estou dando aquela risada de Bruxa...Hahahaha!

"Amigo" punk!

Foi uma pessoa que me ensinou a fazer sexo de verdade, deu atenção a uma menina meio hiponga que se vestia mal, queria ser a Janis Joplin do gueto e acabava de completar 18 anos. Isso há dez anos atrás(Vixi! Entreguei minha idade...rs).  Um punk, dreadlock, artista, professor de artes, figura carimbada em todas as paradas alternativas e legais aqui da minha cidade. Nos curtimos, conversamos muito sobre livros, música e etc...Namorou um tempinho comigo, assim que entrei na Universidade. Tinha certeza que levava chifre, mas eu dava também.(nem me importava, nem ele). Nunca teve cobranças entre nós.
Quando me mudei para outra cidade pra fazer meu curso de Pedagogia na UEG(Universidade Estadual de Goiás), ele foi uma das poucas pessoas que me visitou. Lembro uma vez que ele foi me buscar no campus que estudava. Chamou atenção da galera! Aliás, não era todo dia que um cara de 1.90, punk, olhos verdes e dreads até a cintura, aparecia por lá.Como a gente transava, viu! Eu que só havia transado com um namorado anterior e só tinha feito aquele sexo “meia boca”, quase sem orgasmo,  aprendi com ele que o sexo é um universo cheio de possibilidades. Uma das melhores lembranças que tenho dessa época, foi quando ele chegou lá em casa, dirigindo sua camionete, trazendo nela duas bicicletas pra gente dá um rolê de bike pela cidade. Andamos a cidade quase toda, paramos em um boteco e enchemos a cara. Tivemos que retornar arrastando as bicicletas por um longo caminho no percurso de volta até minha casa, pois estávamos tão bêbados e chapados que não conseguíamos pedalar.
Hoje, ele ta casado. Sei que é um casamento aberto. Nos reencontramos esses dias, voltamos  a sair pra ouvir rock n’ roll, jogar sinuca e fazer aquilo que temos super química: SEXOOOOO! Além de tudo é um cara de grandes histórias, que sempre me ensina e me dá conselhos para à vida! É o meu punk," pintudo", gostoso e tesudo e que tem feito minhas noites de quarta cada dia mais prazerosas, assim que sai da escola que dá aula no período noturno e passa  na minha casa pra me “visitar”. Entre um zap com frases safadas e uma carona que sempre me oferece até a escola que dou aula, nas segundas-feiras que almoçamos juntos, sempre rola muitas risadas.Hoje somos colegas de profissão.
 Apesar das roupas agressivas é a pessoa mais doce que já conheci nessa vida. E tem um corpo perfeito!!!! Xenteeee! Tá dando tesão agora só de lembrar... Às vezes nem acredito que estou transando com  um cara tão gostoso...kkkkk!!!Tem sempre o melhor back da cidade.
O eternizo com esse texto!

Hey ho let's GO!!!
(Direto pra minha cama, transar ao som de Ramones)

Te amo! <3



Karlinha Ramalho( não valho nada, mesmo)

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Amor é praia!



"E o meu salva-vidas
Pode ser uma paixão
Só ela pra me salvar 
Do mar da solidão.
Respiro
E ela me joga de novo no mar
Pois paixões são canoas furadas
Te salvam por um tempo
Mas depois afundam
Só o amor é praia."


(Karlinha Ramalho)

Amor demais!


"Esse meu coração indeciso e vagabundo
Que sempre transborda de amor
Querendo amar todo mundo..."

(Karlinha Ramalho)